segunda-feira, 7 de outubro de 2013

I Samuel 22 - Estágio da caverna

Israel vivia um novo tempo, agora sob o regime monárquico. Mas Saul, o benjamita escolhido por DEUS para reinar sobre seu povo, estava deixando a desejar como chefe, pois não era submisso integralmente às ordenanças do Senhor. O episódio da peleja contra Amaleque revelara um Saul "auto-suficiente", que se considera no direito de "adaptar a vontade do Deus Todo-Poderoso" a seu gosto. 

Então, o Senhor manda o profeta Samuel ungir um novo rei: o jovem pastor, Davi. O menino se destaca na peleja contra os filisteus, enfrentando sozinho o gigante Golias. Mas, obviamente, desperta a ira de seu antecessor. Afinal, Davi conquistara também a simpatia e a amizade de Jonatas, filho de Saul.

Davi "foge". Se antes víamos a imagem de um pastor que dava a vida pelas ovelhas, matando leões e ursos, agora o jovem se vê encurralado. De maneira alguma o caçula de Jessé era covarde. Se esconder na caverna foi um recurso para evitar confronto com um ungido de Deus, Saul.

Em Adulão, Davi se abriga do inimigo.Em um lugar escuro, apertado, sem nenhum conforto ou tipo de recurso, talvez o jovem poderia ter se entristecido ou desanimado de tal forma a não aceitar ou desistir do seu chamado. Mas a verdade é que ali serviria como um "retiro espiritual" ou mesmo um clínica divina.

A Bíblia diz que, correndo a notícia de que Davi estava na caverna, foram ter com ele uns quatrocentos homens endividados, amargurados de espírito, ou seja, homens "problemáticos", "em crise". O novo rei de Israel se tornou chefe deles. Mas que vantagem ser líder de homens naquela situação? 


Davi foi um exemplo, um guia para aqueles que estavam em apuros. Através da vida daquele jovem, ungido e abençoado pelo Senhor, a benção também chegaria para seus subordinados. 


É assim que o Senhor faz - transforma o nada em tudo, o impossível em possível. Da caverna Davi saiu para reinar sobre Israel e assumir muitas outras pelejas. E aqueles homens totalmente desacreditados, desesperançosos, se tornaram um poderoso exército. Se você está vivendo no aperto da caverna, não murmure: continue crendo que o Pai a seu tempo te exaltará.
                           

2 comentários: