Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Mateus 7 - Em que estamos firmados?

A passagem sobre a qual iremos discorrer é muito simples, mas de uma sabedoria grandiosa. Jesus estava falando aos discípulos e, como muitas vezes ocorrera, queria ensinar-lhes a Palavra através de parábolas. Então o Mestre fala sobre dois homens, um prudente e um insensato.
Mas o que justifica Jesus chamar um de prudente e o outro, de insensato? Vejamos: Cristo diz que o primeiro ouviu Sua palavra e praticou (v:24). O segundo, ouviu porém negou, ou não obedeceu. (v:26). Note que ambos tiveram a oportunidade de ouvir. Ou seja,  os dois ouviram a mesma Palavra, os dois tiveram a mesma chance. Porém, cada um fez a sua escolha. Hoje não é diferente: muitos ouvem, porém nem todos praticam!
O homem prudente, diz a Bíblia, é comparado ao homem que construiu a casa sobre a Rocha. Rocha simboliza o próprio Senhor. Davi chama o Senhor de "meu rochedo... rocha que me salva." (2 Sm 22:47). A respeito de Cristo, Isaías diz: " Eis que ponho em Sião uma pedra de escândalo, um rochedo …